Associações do setor vidreiro

Lista completa das associações do setor vidreiro [2021]

Listamos as principais associações e organizações sem fins lucrativos que estão relacionadas ao objetivo de conquistar benefícios e desenvolvimento para o segmento vidreiro. São grupos que se organizam coletivamente para troca de conhecimento, capacitação conjunta e reivindicações e avanços para o setor. 

As associações são fundadas com a função de auxiliar vidraçarias e empresas de esquadrias, prestando assistência e proporcionando benefícios às empresas associadas. A seguir, separamos alguns dos principais nomes que atuam no Brasil e seus papéis. Confira!

ANAVIDRO 

A Associação Nacional de Vidraçarias, ANAVIDRO, foi idealizada para representar e auxiliar os empresários do ramo vidreiro. A organização proporciona o elo entre fabricantes, projetistas, revendedores e o consumidor final.

Sua função é representar e orientar as empresas relacionadas à cadeia produtiva do vidro, aderindo como missão fornecer meios para que as vidraçarias consigam evoluir tecnologicamente e possam atender cada vez com mais eficiência às demandas do setor com diferenciais e segurança. Também incentiva atividades sustentáveis. 

Palestras e aulas sobre temas de destaque no mercado, network entre os associados, participação nos comitês de trabalho da associação, consultas sobre questões tributárias e de gestão, troca de experiências e descontos em cursos e eventos são alguns dos benefícios de associar sua empresa à ANAVIDRO. Abaixo, todas as vantagens em fazer parte da organização. 

  • Informativo mensal de normas;
  • Forúm permanente e reuniões;
  • Cursos presenciais e onlines;
  • Auxílio na divulgação de seus serviços;
  • Eventos e descontos em feiras parceiras; 
  • Consultoria contábil e jurídica;
  • Consulta ao SPC;
  • Consultoria técnica;

A associação de cunho nacional está localizada em São Paulo (SP)
Telefone: (11)9 8363-3583
Email: [email protected]

ANAVIDRO Regional – ES
Fone: (28) 3522-2762
E-mail: [email protected]

Abravidro 

A Abravidro – Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos – é uma corporação sem fins lucrativos que reúne empresas do setor vidreiro, sindicatos e associações regionais de todo o país. 

Fundada há mais de 30 anos, a Abravidro defende o desenvolvimento do segmento e acompanha de perto a evolução do material e de seu uso desde a construção civil, até o automobilístico, moveleiro, decoração e linha branca.

Benefícios aos associados: 

  • Eventos;
  • Certificações;
  • Cursos online;
  • Especialização técnica; 
  • Consultoria substituição tributária (ST);
  • Assessoria jurídica;

A entidade também disponibiliza a revista “O Vidroplano”, considerada uma das mais completas revistas do setor vidreiro. Com periodicidade mensal, é a única publicação vidreira no Brasil com aplicativo para acesso mobile em tablets e smartphones.

Abravidro também é sediada na capital paulista
E-mail: [email protected]
Telefone: (11) 3873-9908 
WhatsApp: (+55 11) 96417-1215

Ascevi

Criada em 2003, a Ascevi teve como incentivo para a sua criação a extinção da Adivisul (Associação dos Distribuidores, Industriais e Revendedores de Vidros da Região Sul), entidade fundada em 1987 que reunia as empresas vidreiras do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A Associação Catarinense das Empresas Vidreiras traz como bandeira a educação para o setor vidreiro, formando desde vidraceiros até arquitetos, empresários do ramo e construtores. 

As vantagens são inúmeros cursos, palestras e encontros que, sendo a maioria gratuitos, são promovidos pela organização estadual. Ascevi também participa das principais feiras do setor vidreiro em todo o país e até no exterior.

Como projeto próprio, a associação tem a “Revista Vitrô”, que é 100% digital e divulga temas atuais e inovações do segmento. 

A Ascevi é sediada no estado de Santa Catarina
Telefone: (48) 99116-5724
E-mail: [email protected]

ADEVIBASE

A ADEVIBASE – Associação de Distribuidores, Processadores e Empresas de Vidros Planos da Bahia e Sergipe – é uma organização sem fins lucrativos que reúne diversas empresas do setor vidreiro atuantes nos estados da Bahia e de Sergipe. Fundada em 2011, a associação tem o intuito de fortalecer a cadeia produtiva das regiões. 

Como missão, preza pelo desenvolvimento da cadeia vidreira e busca avanços em tecnologia e qualificação de profissionais para que o mercado estadual cresça cada vez mais. Entre os principais benefícios, está uma série de palestras e treinamentos online e presenciais ministrados pela organização. Um dos cursos de destaque é o de instalação. Suas turmas costumam reunir mais de 20 participantes para que estes recebam orientações e assistência caso a caso. 

Vantagens associados: 

  • Cursos gratuitos online;
  • Desconto para os cursos de mão-de-obra para vidraceiros;
  • Palestras informativas e de capacitação;
  • Descontos para contratação de benefícios;
  • Assessoria jurídica nas áreas civil, empresarial, trabalhista e tributária;
  • Assessoria para efetivação de Acordos Coletivos com Sindicato dos Trabalhadores;
  • Assessoria Financeira e em RH.

Telefones:
(71) 3042-0135 (atendimento vespertino)
(71) 9.9919-8227
E-mail: [email protected]

  1.  AFEAL

Criada em 1983, a Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio atua na valorização e inovações da qualidade das esquadrias de alumínio. Seus associados são desde fabricantes de esquadrias especiais e padronizadas, a fornecedores, produtores e empresas de vidraçaria, arquitetos e projetistas. O objetivo é estabelecer contatos e propagar conhecimentos técnicos da área. 

Com sua sede na cidade de São Paulo, a AFEAL atua em nível nacional, estando presente em 16 estados brasileiros. Oferecendo aos associados todo o suporte técnico e uma ampla estrutura de qualidade de produtos e serviços de gerenciamento de negócios. 

Promove cursos, seminários e palestras nas áreas técnicas e organiza anualmente visitas de profissionais às feiras e fábricas de esquadrias no exterior. No Brasil, apoia e está presente em feiras especializadas através de exposição institucional. 

Telefone: (11) 3221-7144 | (11) 95066-8480

ASPEC 

A ASPEC – Associação Brasileira dos Fabricantes de Sistemas, Perfis e Componentes para Esquadrias de PVC – é uma entidade sem fins lucrativos, fundada para promover o desenvolvimento das atividades do setor e a excelência do desempenho das esquadrias. Tem entre seus associados empresas que comercializam, importam, distribuem ou montadoras de perfis de PVC para esquadrias. 

A associação proporciona experiências e integração entre seus associados e fornecedores, contribuindo para a movimentação e troca de conhecimentos que tornam a cadeia produtiva mais responsável e economicamente sustentável. 

Também participa ativamente na colaboração, desenvolvimento e revisão dos textos das normas ABNT. Além de realizar fóruns de discussões sobre o setor, os desafios, influências e planejamento de mercado.

Telefone: (11) 4560-6688
E-mail: [email protected]

Abividro 

A ABIVIDRO – Associação Brasileira das Indústrias de Vidro – interliga indústrias de vidro do país com os mercados da construção civil, embalagem, automobilístico, decoração, moveleira, perfumaria, cosmético, farmacêutico, linha doméstica, vidros técnicos e especiais.

Criada em 1962, a organização tem por objetivo promover o uso do vidro, sistematizar informações de todos os setores da cadeia produtiva e estimular o aprimoramento técnico dessas atividades. Moderna e competitiva, a entidade também trabalha em sintonia com as demandas da sociedade e incentiva a reciclagem.

Inclusive, a reciclagem de vidro no Brasil foi iniciada em 1986 quando a Abividro montou o primeiro programa sobre o tema no país, desenvolvendo projetos em parceria com prefeituras e associações comerciais de 25 cidades. Hoje, a instituição desenvolve e incentiva ações educativas e ambientais, contando atualmente com mais de 1000. 

Suas missões são presentes em três pilares: 

  • Debater temas pertinentes e apresentar aos poderes públicos e entidades de classe sugestões de soluções que conversem com o objetivo da discussão; 
  • Representa organismos e associações nacionais e internacionais da indústria vidreira do país, no que for de interesse comum desta e dos consumidores de seus produtos;
  • Promover a informação. 

A sede da ABIVIDRO está localizada na cidade de São Paulo (SP). 
Tel.: (11) 3255-3363
Email: [email protected]dro.org.br

ABNT 

A ABNT é o foro nacional de normalização por reconhecimento da sociedade brasileira desde a sua fundação, em 1940. Entidade privada e sem fins lucrativos, a ABNT é membro fundador da International Organization for Standardization (Organização Internacional de Normalização – ISO), da Comisión Panamericana de Normas Técnicas (Comissão Pan-Americana de Normas Técnicas – Copant) e da Asociación Mercosur de Normalización (Associação Mercosul de Normalização – AMN). Desde a sua criação também integra a International Electrotechnical Commission (Comissão Eletrotécnica Internacional – IEC).

A organização é responsável pela elaboração das Normas Brasileiras (ABNT NBR), elaboradas por seus Comitês Brasileiros (ABNT/CB), Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e Comissões de Estudo Especiais (ABNT/CEE).

Atua ainda na avaliação da conformidade e dispõe de programas para certificação de produtos, sistemas e rotulagem ambiental. Trabalhando em sintonia com governos e com a sociedade, a ABNT contribui para a implementação de políticas públicas, promovendo o desenvolvimento de mercados, como o setor vidreiro. Além da defesa dos consumidores e da segurança de todos os profissionais e cidadãos.

Como associado, você garante outras vantagens, como tabela de valores diferenciada para participação em curso com certificação, visualização das normas antes da aquisição, poderá divulgar ser um associado utilizando o logotipo da ABNT, participação em até dez Comitês Brasileiros e o direito de votar e eleger-se para superintendência dos Comitês e para os Conselhos Deliberativos e Fiscal da ABNT.

A entidade apresenta duas sedes, uma na capital paulista e outra na capital carioca.
Telefone: (011) 3017.3605 / 3664
E-mail: [email protected]

SINBEVIDROS

Em 1941, nasceu o Sindicato das Indústrias de Espelhos de Polimento e Lapidação de Vidros, tendo sua base territorial no município de São Paulo.

Atualmente, a instituição representa de forma profissional as indústrias beneficiadoras e transformadoras de vidro do estado de São Paulo. ​O setor industrial representado atinge as seguintes ações: recorte, lapidação, furação, jateamento, bisotê, têmpera, espelhação, laminação, curvação, aplicação de silk-screen, metalização a vácuo, corte modelado, gravação, moagem e reciclagem.

Seu objetivo principal é ofertar serviços que atendam às demandas dos associados, representando-os de forma efetiva no segmento. 

Há diversos serviços disponíveis aos associados. Entre os benefícios estão a assessoria jurídica e tecnológica, promoção de palestras e cursos voltados ao setor, atualizações constantes no site e redes sociais e realização de pesquisas.

Telefone: (11) 2476- 7021 | 2476- 7479
E-mail: [email protected]

Sinvidro – MG

Sindicato das Indústrias de Beneficiamento e Transformação de Vidros e Cristais Planos do Estado de Minas Gerais, o Sinvidro – MG é a organização representativa do Ministério do Trabalho e Emprego que defende os interesses do setor no estado mineiro.

Fundada em 2014, a entidade é filiada à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – FIEMG. Hoje, representa mais de 50% das indústrias de transformação do estado de Minas Gerais, contendo em sua união mais de 80% do PIB mineiro de vidro plano.

Benefícios para os associados: 

  • Cursos, capacitações e eventos;
  • Assessoria ambiental;
  • Assessoria em energia;
  • Assessoria sindical;
  • Assessoria em RH;
  • Assessoria trabalhista;
  • Assessoria tributária;
  • Convênios e representatividade.

A associação está localizada em Belo Horizonte.

E-mail: [email protected] | [email protected]
Whatsapp: (31) 3282-1085

Adivipar 

Associação dos distribuidores e processadores de vidro do Paraná, a Adivipar foi fundada a partir da necessidade de despertar para o coletivo, beneficiando e adquirindo uma consciência mais eficaz de justiça, respeito e solidariedade. Ou seja, um mercado mais equilibrado em suas funções. O objetivo principal é fortalecer o segmento, promovendo o desenvolvimento e crescimento do setor.

Para mais informações, basta entrar em contato direto com a entidade.
Telefone: (42) 3035.2217

ABAL

Fundada em 1970 pela Alcoa Alumínio S.A. e Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), empresas produtoras de alumínio primário, a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) promove discussões pertinentes à indústria do alumínio, visando a conciliação de interesses entre produtores e transformadores e a ampliação da representatividade do segmento. 

Consumidoras de produtos de alumínio, fornecedores de insumos, prestadores de serviços, comerciantes, recicladores do metal e empresas que de alguma forma se relacionam com o setor da matéria-prima podem se tornar associados. 

A entidade atua para desenvolver suas atividades, incentivando as novas aplicações de alumínio em toda a indústria e a solidarização dos interesses econômicos do segmento. 

A ABAL está localizada em São Paulo (SP).
Telefone: (11) 5904-6450

Vedação de sacada de vidro

Vedação de sacada de vidro: instalação correta e melhor tipo de vedação

A escolha do tipo de vedação entre vidros é o primeiro passo para garantir uma boa eficácia no sistema de envidraçamento de sacada. A escolha do material adequado é de extrema importância para se obter um melhor desempenho contra chuvas e ventos – o que fará toda a diferença no resultado final.

Também é válido lembrar que a NBR 16259 – Sistemas de Envidraçamento de Sacadas estabelece requisitos a serem seguidos na execução de um fechamento de varanda.

O segmento dentro do mercado vidreiro tende a crescer cada vez mais em função da verticalização das cidades. Ou seja, o serviço é uma grande oportunidade de faturamento para vidraçarias e vidraceiros autônomos. E, para uma instalação segura e que garanta satisfação do cliente, é fundamental seguir as normas de segurança. Separamos, então, os principais tópicos. 

Especificação do vidro

O envidraçamento de sacada pode ser feito com vidros temperados ou laminados. A definição da opção mais segura ou espessura mais adequada serão decididas com base na região e altura do local de instalação.

A norma ABNT NBR 16259:2014 indica uma tabela com os valores de pressão de vento conforme a região do país e altura da fachada da edificação. Dessa forma devem ser feitos os respectivos cálculos. Uma dica essencial é o vidraceiro ter as normas técnicas disponíveis para consultas. A espessura, por exemplo, será de acordo com o estabelecido pela ABNT NBR 7199. Já a NBR 16259:2014 é a norma que indica a tabela com os valores de pressão de vento e locais.

Diferença entre os materiais de vedação

A tendência tem como objetivo transformar a varanda em mais um ambiente do apartamento, agregando valor ao imóvel. Só que esse envidraçamento de sacadas também pode ser um perigo dentro dos condomínios caso não haja a devida instalação e manutenção preventiva. 

Um vidro descolado, por exemplo, pode provocar a queda de uma lâmina e cair em uma área comum do prédio. Por isso, veremos os estilos de vedação recomendados para evitar pequenos e grandes riscos.

Borracha

Há muitas composições para a fabricação desse perfil, sendo a de melhor eficiência a opção de puro silicone. Esse material não reage em condições extremas de clima, comprovando que é super resistente para a utilização em envidraçamento de sacadas de apartamentos.

Outra vantagem do perfil de silicone é a vida útil que apresenta uma durabilidade maior se comparada a escovinha que veremos a seguir. Sendo assim, nosso conselho é que sempre prefira este acabamento com silicone ao disponibilizar os serviços em sua empresa. 

Escovas

As escovas são fabricadas com material de polipropileno e são consideradas hidro-repelentes, ou seja, repelem a água.

O sistema é eficiente nos primeiros meses de uso, porém com o passar do tempo passa a sofrer um desgaste significativo, podendo causar o ‘descabelamento’ da peça e assim frestas entre os vidros, o que fará com que haja barulho entre as lâminas e alagamentos na varanda.

Dessa forma, ressaltamos que a vedação com silicone é muito importante e que deve ser feita em todos os encontros dos perfis com a alvenaria e suas emendas. 

Fixação

Após todas as medidas, cálculos e escolha do modelo de vedação, o próximo passo será a verificação do prumo e nível do vão. Em seguida, a vez da fixação dos vidros ao perfil, o que pode ser feito de forma mecânica (parafusos) ou química (adesivos).

Mecânica 

Seguindo a norma ABNT NBR 16259, a fixação mecânica precisa ser realizada com parafusos de material inoxidável (alumínio ou alvenaria). Os parafusos devem cumprir alguns requisitos para se adequar a espessura e tamanho e ainda a necessidade de fixação das peças, levando em consideração o diâmetro e o comprimento. 

Química

A fim de garantir eficiência na fixação química do envidraçamento, o profissional deve primeiro realizar a limpeza do perfil, eliminando qualquer sujeira que possa prejudicar a aderência. Para isto, recomenda-se o uso de álcool isopropílico em 90% ou um ativador de superfície indicado pelo fabricante do adesivo (seguir as recomendações é primordial). 

Adesivos à base de poliuretano

Estes não podem ser expostos aos raios ultravioleta. E, caso uma parte do adesivo fique exposto, esta deve ser selada. Além das duas observações, o adesivo também não pode ser aplicado no perfil sem acabamento, já que isto pode comprometer o seu desempenho. A área de aplicação é calculada de acordo com o peso da peça e tamanho.

Espaçamento na instalação das peças

O espaçamento dependerá sempre de questões particulares de cada ambiente. Se a sacada for reta, a norma recomenda que o espaço entre os elementos de fixação do perfil e do trilho superior seja no máximo de 500 mm e, na zona dos painéis, que não ultrapasse 70 mm.

Agora, se a sacada é curva, o espaçamento entre os elementos, quando aplicáveis, precisa obedecer a seguinte regra: a cada 50 mm da emenda do perfil, deve-se instalar um elemento de fixação. E, quando esta for maior que 500 mm, o importante será seguir a orientação da sacada reta.

Segurança

O sistema de envidraçamento de sacada deve conter uma ou mais travas de segurança para quando os painéis estiverem recolhidos. Essas devem manter a integridade do sistema em caso de esforços ou impactos. 

Após a instalação, sua existência deve ser comprovada visualmente pela equipe responsável antes de deixar o local (lembre-se de mostrar o resultado final ao cliente). 

Carga estrutural

Depois de instalado, o sistema precisará suportar cargas e tensões estabelecidas. Sendo a área de recolhimento dos painéis o ponto mais crítico. Por isso, deve-se consultar a norma e o engenheiro calculista do edifício onde o sistema será colocado ou a construtora do prédio.

Caso não haja possibilidade de acesso às informações, o responsável pelo projeto deve seguir os modelos exigidos na ABNT NBR 6120 ou a ABNT NBR 9607, para definição da resistência do elemento estrutural. 

Manutenção

Em projetos que incluem peças delicadas, como o vidro, prevenir é sempre o melhor. Logo, antes que um acidente ocorra, você deve alertar ao cliente para seguir todas as recomendações de manutenção. Separamos as principais presentes nas normas:

  1. Sempre utilize fechaduras na porta pivotante;
  2. Mantenha a lubrificação no sistema para não danificar as roldanas e evitar desgastes precoces em seus componentes. A dica principal é abrir as lâminas de vidros apenas no ângulo de 90º graus, pois nesta posição o mecanismo permanece encaixado e com freios travados, o que não será possível com o vidro em 45 graus;
  3. Realize a cristalização dos vidros a cada seis meses;
  4. Nunca use graxa ou produtos similares nas roldanas, pois danificam a pintura do alumínio e corroem as camadas de proteção, tanto do alumínio quanto do vidro, podendo até acelerar o processo de descolamento das chapas;
  5. Faça manutenções preventivas e periódicas com intervalo máximo de dois anos. A vistoria é essencial para corrigir falhas, substituir produtos de má qualidade e adequar a quantidade de pontos de fixação dos vidros;
  6. Um erro comum, que pode ser corrigido em vistoria, é o corte da chapa guia por questões estéticas, geralmente, solicitado pelo cliente para instalação da cortina. Porém a ação compromete a funcionalidade e segurança do envidraçamento, ou seja, sua remoção ou encurtamento deixa a peça de vidro sem apoio quando aberta.

Disponibilize a manutenção esporádica já no valor final do orçamento passado ao cliente, isso pode ajudar a fidelizar a clientela de sua vidraçaria.

Como vimos, é fundamental seguir as recomendações previstas em norma e exigir produtos de qualidade para os fabricantes, assim como disponibilizar profissionais certificados para realizar qualquer tipo de reparo ou instalação nas sacadas. Se atente às regras e não deixe de trabalhar com o segmento que cresce cada vez mais no mercado!

Feira Glass South America

Guia de feiras e eventos do setor vidreiro em 2021

Saiba as datas e locais dos acontecimentos que promovem o melhor do segmento

O ano de 2020 está terminando sem muitas das edições – nacionais e internacionais – de feiras e eventos do setor vidreiro terem ocorrido, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (assim como em outros campos).

Com o adiamento de acontecimentos na área, 2021 promete trazer inúmeras novidades e engajamento para os encontros. Por isso, preparamos este guia com todas as datas que você já deve reservar em seu calendário!

A agenda promete uma ótima interação entre os segmentos da construção civil: vidraceiros, fabricantes, serralheiros e fornecedores.

Para que sua empresa fique antenada em todas as tendências e movimentações do mercado e possa oferecer sempre as melhores opções aos clientes, este artigo lista as principais feiras nacionais que acontecerão durante o ano! São elas:

  1. Glass South America
  2. FESQUA
  3. 23ª Construsul
  4. Feicon Batimat
  5. EXPO Revestir

A seguir, separamos informações complementares e serviços de cada um dos eventos.

Glass South America

A Glass South America, principal feira vidreira da América Latina, já está com a sua 14a edição marcada para os dias 1 a 4 de setembro de 2021. Também confirmado, o local será o São Paulo Expo, principal centro de eventos e congressos do país instalado na capital paulista.

A feira, que aconteceria no primeiro semestre, teve sua realização adiada para a segunda metade do ano em decisão tomada pelos principais players envolvidos em sua organização: a NürnbergMesse Brasil, a Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos (Abravidro) e os expositores.

Essa mudança se dá pelo agravamento do cenário da pandemia no país e no mundo neste final de 2020 e às incertezas sobre a possível realização de um evento do porte da Glass South America.

FESQUA

A FESQUA – sigla de Feira Internacional da Indústria de Esquadrias – completará 13 edições entre as datas 08/06/2021 a 11/06/2021. Consolidada como a maior feira para o mercado de Esquadrias da América Latina, ela também acontece na capital paulista, na Rodovia dos Imigrantes – Vila Água Funda.

O evento é tido como um centro gerador de contatos, negócios e oportunidades para empresas do setor.

Sendo realizada a cada dois anos, a FESQUA apresenta inovações em esquadrias e vidros para diversas funções: janelas, fachadas, portas, grades, acessórios e equipamentos para a indústria da construção civil.

23ª Construsul

Feira Internacional de Construção, a Construsul reúne tecnologia, inovação e geração de negócios – esses sendo seus principais pilares.

Consagrado, o evento agrega toda a cadeia produtiva e engloba diversos setores de construção, infraestrutura e  acabamentos. Marcado para os dias 3 a 6 de agosto de 2021, ele acontece em Porto Alegre (RS), no Centro de Eventos da Fiergs.  

Feicon Batimat

A Feicon é o maior evento da América Latina que proporciona uma visão completa e unificada de segmentos da construção civil e arquitetura. Com mais de 700 expositores nacionais e internacionais, a feira traz extensa diversidade de marcas com novidades em acabamentos, instalações e estruturas.

Referência ao ser considerado uma ótima plataforma de network e conhecimento, o evento acontece de 14 a 17 de setembro de 2021 no Expo São Paulo – Rodovia dos Imigrantes.

EXPO Revestir

Há quase 20 anos preenchendo o calendário de eventos da área, a EXPO Revestir é a quarta maior feira de revestimentos em todo o mundo.

O evento já é presença obrigatória para profissionais e empresários da construção civil, arquitetos, engenheiros, vidraceiros e mais profissionais de outros setores da cadeia. Sua próxima edição será de 22 a 26 de março de 2021, mas em formato 100% digital.

A decisão de realizar o encontro de maneira online se deu em decorrência da pandemia da Covid-19 que segue com desfecho incerto.

Se mantenha informado sobre possíveis mudanças de datas, horários e cadastros! As feiras e eventos são ótimas oportunidades para aprimorar sua equipe e o trabalho oferecido em sua empresa. Não deixe de acompanhar as movimentações do mercado e conheça as tendências. 

EPI para vidraçarias e empresas de esquadria

Checklist de EPIs necessários para vidraceiros e caixilheiros

Os EPIs, equipamentos de proteção individual, são dispositivos de segurança e uso pessoal. Os itens minimizam possíveis riscos à saúde durante o exercício de determinadas atividades. São estes – instrumentos indispensáveis – que vamos reforçar ao longo deste artigo com a finalidade de reiterar a importância de cada um deles em determinadas situações. 

Aos vidraceiros e caixilheiros, os EPIs, quando utilizados da forma correta, são responsáveis por manter a integridade física dos profissionais durante uma obra ou construção, evitando negligências e acidentes mais graves.

Enquanto prezam por apresentar o melhor resultado final ao cliente, muitas equipes deixam de lado a própria segurança ou se esquecem de dar a mesma importância a todos os utensílios. Para que se possa evitar ocorrências, cada técnico precisa ter conhecimento dos perigos de sua profissão e estar equipado para garantir sua proteção durante a execução de uma instalação.

Caso você seja o dono de uma vidraçaria (de pequeno, médio ou grande porte), é necessário que se preocupe e confira o uso apropriado dos EPIs em cada serviço prestado. Além disso, também é de sua responsabilidade garantir toda a estrutura necessária para cada funcionário – seguindo as normas trabalhistas. Não só indispensáveis, vale reforçar que o uso dos equipamentos é obrigatório!

Entre os riscos práticos que podem ser evitados com os itens, estão: os cortes causados por quebra das peças e possíveis lesões nos olhos desencadeadas por partículas que podem ser projetadas contra o profissional.

Por essas razões, é vital seguir as recomendações de segurança de cada setor. Cada uma das orientações está descrita na norma “NBR 7199 – Vidros na construção civil – Projeto, execução e aplicações”.

Para te auxiliar, listamos os principais equipamentos e o porquê de serem essenciais para vidraceiros e caixilheiros.

  1. Proteção dos olhos e ouvidos
  2. Para evitar quedas e fraturas
  3. Proteção da cabeça
  4. Segurança para mãos e braços
  5. Cuidado para os pés
  6. Parte frontal do corpo
  7. Manutenção dos EPIs
  8. EPCs – Situações que exigem proteção coletiva

As ferramentas foram desenvolvidas exatamente para a proteção do operário nas obras ou lidar com máquinas e objetos cortantes. Ou seja, como apresentamos, seu uso não pode ser ignorado. Além do conhecimento e utilização, é importante também que o vidraceiro tenha treinamento adequado a respeito dos princípios mínimos de segurança.

Proteção dos olhos e ouvidos

Para a proteção de olhos, o utensílio utilizado são óculos específicos para o papel. Este garante que nada atinja a região do rosto. Já os protetores auriculares, para os ouvidos, devem ser utilizados em ações que envolvem barulhos em excesso, evitando possíveis perdas auditivas induzidas por ruído ocupacional.

Para se ter uma ideia de tolerância, a recomendação é de 8 horas com 85 decibéis e o máximo é de sete minutos com 115 decibéis, isso de acordo com a NR-15, norma regulamentadora para atividades insalubres.

EPI para proteção de olhos e ouvidos

Para evitar quedas e fraturas

Alguns cuidados são essenciais para evitar quedas, como o cinto de segurança para trabalhos em altura. Também sobre as atividades em andaimes, por exemplo, é necessário seguir as recomendações da legislação vigente para evitar acidentes fatais. As orientações estão presentes na norma para trabalhos em altura, a NR – 35.

Proteção da cabeça

Os capacetes são indispensáveis para a proteção da região. O equipamento é especialmente desenvolvido para a construção civil e seu uso é aconselhado para locais onde as peças e obras são movimentadas acima da cabeça ou serviços com pontes rolantes. 

Por se tratar de uma área delicada do corpo humano, seu uso deve ser contínuo e questionado a cada nova situação para que não haja descaso.

Norma para parede de vidro

Segurança para mãos e braços

Para a segurança das mãos e braços são indicados os modelos de luvas resistentes a cortes e mangotes para isolar o membro superior com o objetivo de protegê-lo de materiais cortantes. 

Luvas térmicas também precisam estar à disposição da equipe para trabalhos que envolvem equipamentos com algum risco de queimadura.

Uso de luvas para proteção em vidraçarias

Cuidado para os pés

Os equipamentos recomendados são sapatos e, em maioria, botas adaptadas para a tarefa. As características que merecem atenção são: biqueira de proteção e sola anti perfurante.

Para maior segurança é indispensável que os calçados não tenham cadarços, pois estes facilitam acidentes ou quedas.

Parte frontal do corpo

Quando abordamos a questão da proteção da parte frontal do corpo do profissional, estamos nos referindo ao uso de aventais. A peça protege toda a área de possíveis cortes ou queimaduras mais simples.

Neste tópico, também vale reforçar a importância do uso de cinto de segurança em qualquer atividade realizada acima de dois metros do chão. Para sua eficácia, ele deve estar conectado a dispositivos de ancoragem  que prendem o funcionário à estrutura, impedindo quedas.

Manutenção dos EPIs

Verificar rotineiramente o estado de cada equipamento, conferir a validade e trocá-los sempre que necessário são ações que, se não cumpridas, configuram negligência.

Vamos supor que aconteça um acidente e uma ferramenta de trabalho caia sobre um profissional da equipe que está usando capacete, mas o utensílio não tem mais a capacidade de absorver impactos. O funcionário sofrerá uma lesão como se estivesse sem proteção. Para evitar gravidades como esta, a recomendação é por manutenções com curtos intervalos.  

Também é necessário que, ao adquirir os itens, você verifique o certificado de aprovação, o CA, de cada um dos produtos. O documento é emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e serve para indicar as melhores opções disponíveis no mercado, já que há muitos modelos comercializados e alguns não passaram por testes de segurança e garantia de qualidade. Uma das maneiras de conferir é através do próprio site do órgão. 

EPCs – Situações que exigem proteção coletiva

Esses são equipamentos de proteção coletiva e seu uso é indicado em determinadas situações em que há muitas pessoas da equipe exercendo funções próximas, por exemplo, dentro da própria vidraçaria.

Uma lapidação de piso pode promover escorregões em membros da equipe que estão exercendo outros papéis na obra e, para evitar acidentes, a solução é que todos utilizem calçados adequados. Ou seja, os EPCs são usados para garantir a integridade de todos que circulam no local.

Algumas dicas extras para colocar em prática nas empresas são:

  • Piso antiderrapante;
  • Proteção das partes móveis das máquinas;
  • Corrimões e guarda-corpos;
  • Extintores de incêndios;
  • Kit primeiro socorros;

Listamos também ideias para preservar a segurança pública nas obras:

  • Telas guarda-copos;
  • Sinalizadores (faixas, placas, cones e zebradas);
  • Kit primeiro socorros;

Todos os  itens citados acima, sem exceções, são obrigatórios de acordo com a norma regulamentadora “NR 6 – Equipamento de proteção individual – EPI”. A lei, inclusive, determina as obrigações de responsabilidade tanto para as empresas como para os trabalhadores.

Contratantes: fornecer os materiais adequados e somente aqueles aprovados pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho, exigir seu uso e orientar o funcionário sobre a utilização correta e conservação.

Contratados: usar os EPIs sempre que realizar uma atividade, responsabilizar-se pela conservação (se este item for fixo a você), comunicar qualquer questão que torne o equipamento impróprio para utilização e cumprir as determinações de uso.

As instituições que não cumprirem com as orientações da NR podem sofrer ações trabalhistas e arcar com possíveis indenizações.

Não há desculpas para não levar este checklist aos mínimos detalhes e preservar a si mesmo e aos seus funcionários. Faça um balanço de seus equipamentos e ofereça o melhor a sua equipe. Lembre-se: é obrigatório!  

Vidro duplo com proteção acústica

Vidro com proteção acústica: como optar pelo melhor modelo e aplicação?

A poluição sonora pode ser uma vilã e tanta ao sossego ou concentração, principalmente, em grandes centros urbanos movimentados. Você pode se incomodar com o barulho do trânsito, trens, aviões ou uma reforma próxima ao seu endereço. São nestes momentos em que optar por um isolamento acústico no ambiente faz total diferença ao seu bem-estar. 

O vidro de proteção acústica pode ser instalado para preservar a parte interna dos sons da área externa, como citamos anteriormente. Ou ao contrário – interna para externa – como em casas de shows. Também há a opção de isolar uma pequena parcela do espaço interno, por exemplo, em estúdios de gravações. 

A forma mais usual de bloquear esses barulhos são as janelas ou vidros antirruídos. Por isso, vamos detalhar todas as informações que você precisa saber para aderir ou disponibilizar o recurso em sua empresa.

Ao longo deste artigo, vamos apresentar as melhores opções disponíveis no mercado, ressaltar as escolhas que não funcionam como o prometido e abordar tudo sobre a instalação e manutenção das peças.

Para que a peça alcance sua função de bloquear a passagem de som, ela deve seguir alguns determinados princípios em sua fabricação. A lei de massa é um desses itens e defende que quanto maior a massa, menor será a passagem do ruído. Porém para optar por um bom resultado, não basta apenas multiplicar a espessura do vidro, assim como a junção de duas películas comuns.

Não à toa, no mercado existe mais de uma tecnologia disponível para aderir a janelas e vidros antirruídos. E são essas possibilidades que abordaremos a seguir.  No decorrer deste texto, você será informado sobre:

  1. Como o vidro isola o som
  2. Tecnologias de proteção acústica vs. espessuras de materiais comuns
  3. Modelos de vidro e suas particularidades
  4. Importância do isolamento acústico para o seu bem-estar

Com inúmeras alternativas como solução para um ambiente, vamos entender a importância do utensílio para o setor da construção civil.

Como o vidro isola o som? 

Conforme citamos na introdução, para que o vidro cumpra seu melhor desempenho acústico, cada peça deve seguir algumas regras – sendo a lei de massa uma delas. Ou seja, o princípio de que quanto maior a espessura do item, mais eficiente ele será para bloquear o som. Mas, para um bom resultado, não é tão simples assim.   

Primeiro, há diferentes modelos de vidro e a lei se diferencia em algumas opções. Por exemplo, o vidro laminado com uma espessura menor apresenta melhor desempenho do que o vidro duplo. Isso porque diferente desta opção simples – junção de espessuras comuns para uma barreira -, o laminado conta com passos mais específicos em sua fabricação.

Para o isolamento também é necessário dar importância a elementos como a intensidade, frequência e reflexão. Enquanto a intensidade diz respeito à energia de vibração da fonte do barulho, a frequência é a quantidade dessas vibrações por segundo emitidas através da onda sonora.

Já a reflexão conta com um processo próprio:

  • Uma parcela da onda sonora será refletida para fora;
  • Outra é absorvida pelo vidro;
  • E a parte final atravessa o bloqueio e entra no ambiente;

Por esse motivo, a característica lisa e dura do vidro por si só contribui para o isolamento, rejeitando automaticamente parte do ruído. 

Outro ponto importante é saber diferenciar o tipo de som que será preciso atenuar e sua frequência. Ou seja, se é mais grave ou mais agudo. 

Geralmente, as peças com proteção acústica são formadas a partir de vidros duplos separados por uma película de polivinil butiral (PVB) ou uma câmara de ar. Esse sistema combina elementos de alta e baixa densidades: massa-mola-massa. É essa junção que, se bem projetada, cumpre a função de dificultar a transmissão de ruído no ambiente.

Os vidros utilizados podem ser: laminados, temperados, monolíticos ou resinados. Cada um apresenta uma particularidade específica para a mesma densidade, influenciando nas propriedades acústicas do sistema. A espessura, por exemplo, varia de acordo com a performance.

O modelo massa-mola-massa é mais eficaz em isolamento acústico se comparado às opções sólidas de mesma espessura (soma de duas películas grossas). Os sistemas com painéis de vidro duplo ou triplo que contam com amortecimento proporcionado por câmara de ar ou PVB são essenciais para uma acústica eficiente.

Tecnologias de proteção acústica vs. espessuras de materiais comuns

Quando buscamos por isolamento acústico é possível encontrar uma alternativa que é formada a partir da junção de duas películas – aumentando a espessura da peça. Visualmente, parece ser uma ótima opção já que o vidro é mais grosso. Porém, assim como vimos no início deste artigo, há outras características a serem levadas em conta.

A principal é o sistema massa-mola-massa. Na possibilidade acima não existe uma camada de ar entre as duas películas, ou seja, a proteção acústica não será tão eficaz quanto os modelos próprios para a função.

Por ter um valor menor no mercado em comparação aos outros, a junção de duas películas se mostra como a melhor custo benefício. Mas, como ressaltamos, é importante ter em mente que ela não contém uma fabricação própria para o isolamento acústico do ambiente – o que não garante um bom resultado.

Isto significa que na realidade o utensílio não valerá o preço, pois o material será comum, como escolher por um vidro sem proteção.

No próximo item, listamos os melhores vidros antirruídos disponíveis no segmento para te ajudar a fazer uma ótima seleção e economizar.

Modelos de vidro e suas particularidades

Entenda os tipos de peças e saiba as mais adequadas para sua finalidade! 

Vidro laminado com PVB acústico

Esta opção é composta por dois vidros interligados por uma película PVB especial para a função. O modelo é ideal para ser usado com esquadrias.

O vidro laminado com PVB acústico proporciona uma grande diferença na passagem do ruído para o ambiente protegido. Sua atenuação é de 35 dB. Isso porque o PVB acústico assegura uma diminuição de até sete decibéis na frequência mais crítica ao ouvido humano.  

Vidro insulado

Essa alternativa é formada por duas lâminas de vidro intercaladas por uma câmara de ar hermeticamente vedada. Ao fechar a janela, por exemplo, sua atenuação é de 38dB – reduzindo a transferência do som.

Vidro insulado de laminados

O vidro insulado de laminados é a união entre as duas soluções e são mais utilizados quando há a necessidade máxima de isolamento acústico. Por exemplo: estúdios e casas de shows. A diferença do ruído proporcionada é de 42 dB.

Sua esquadria deve apresentar um alto desempenho, uma boa possibilidade são as de PVC. A abertura, basculantes e esquadrias de correr também podem influenciar em sua proteção. Vale um planejamento mais específico para a instalação.

Vidro multilaminado

Já o vidro multilaminado é composto por três ou mais lâminas de vidro – e também apresenta uma atenuação de 42dB.

Sua funcionalidade vem através de sua espessura. Nesse caso é de extrema importância que trabalhe com perfis de dimensões maiores para suportar a metragem especial da peça. Além dessa, há outras particularidades em sua instalação, como o caixilho que precisa ter o mínimo de frestas – já que isso influenciará diretamente na passagem de som.

Importância do isolamento acústico para o seu bem-estar

Como vimos, além da questão do conforto, o isolamento acústico pode ajudar na saúde e bem-estar. 

De acordo com alguns relatórios já publicados da Organização Mundial da Saúde, o excesso de ruído pode estar relacionado a déficits cognitivos em crianças, zumbidos nos ouvidos, danos no aparelho auditivo, distúrbios de sono e até mesmo doenças cardiovasculares.

A recomendação oficial – nem sempre possível em grandes metrópoles – é que as pessoas não sejam expostas a mais de 50 dB. Após este limite, podem surgir impactos negativos ao organismo. Para se ter uma ideia, de 65 a 70 dB equivale a um bar ou restaurante lotado, e acima de 70 dB corresponde a um engarrafamento intenso.

Agora que já conhece todos os benefícios dos vidros com proteção acústica, preze pelo melhor modelo e custo benefício. Deixe opções que não exercem a função como o prometido de lado e invista em um maior bem-estar para sua casa ou empresa. 

Normas para vidraçaria

Vidraceiros: trabalhe dentro das normas e venda mais

Entenda as regras regulamentadoras da ABNT e proporcione mais garantia aos seus serviços

Segurança é um dos principais fatores de preocupação em projetos que envolvem a instalação, transporte e manutenção de peças de vidro. Para realizar bons serviços é essencial que o vidraceiro tenha conhecimentos sobre as normas regulamentadoras, preservando sua equipe e clientes.

As regras ABNT, também chamadas de NBR, consistem em um compilado de normas que abrangem as áreas de engenharia, construção, manutenção e instalação de equipamentos. O objetivo é construir uma série de padrões a serem seguidos por vidraçarias ou outras empresas do segmento e seus profissionais.

No setor vidreiro há uma extensa lista de NBR’s que servem para auxiliar na credibilidade de seu negócio. Isso porque, além de maior garantia, as regras regulamentadoras proporcionam mais visibilidade e validam a qualidade de seus serviços e materiais.

Está claro que existem diversas normas relacionadas à atividade de um vidraceiro e que é essencial conhecê-las. Por isso, veremos alguns conceitos antes de abordar novas dicas.

Conceitos da ABNT

A sigla significa Associação Brasileira de Normas Técnicas – uma instituição privada que atua na regulamentação dessas diretrizes. O órgão é sem fins lucrativos e sua função é certificar-se de que a padronização das técnicas de produção está sendo cumprida por todo o país. Estar ciente dessas metodologias que já foram testadas e comprovadas pode trazer diversos benefícios para o empreendimento.

Ao colocá-las em prática, você amplia as melhorias em processos internos de sua vidraçaria. O que, sem dúvidas, se converte em diferenciais para atrair novos clientes e se destacar entre outras marcas.

O importante é lembrar de que as normas da ABNT são válidas e necessárias para todas as empresas, micro ou pequenos negócios aos grandes.

Abaixo, listamos de forma breve quais são as regras regulamentadas para o segmento a fim de simplificar futuras buscas sobre o tema:

  • ABNT NBR NM 293 – Terminologia de vidro plano e dos componentes acessórios e suas aplicações;
  • ABNT NBR 6120 – Cálculo de estrutura em edificações;
  • ABNT NBR 7199 – Projeto, execução e aplicação do vidro na construção civil;
  • ABNT NBR 9607 – Prova de carga em estrutura de concreto armado e protegido;
  • ABNT NBR 11706 – Vidros na construção civil;
  • ABNT NBR 12609 – Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície, anodização para fins arquitetônicos;
  • ABNT NBR 10821 – Esquadrias externas para edificações;
  • ABNT NBR 12613 – Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície, determinação de selagem da camada anódica;
  • ABNT NBR 14125- Alumínio e suas ligas, tratamento de superfície – revestimentos orgânicos para fins arquitetônicos;
  • ABNT NBR 14697 – Vidro laminado;
  • ABNT NBR 14698 – Vidro temperado;
  • ABNT NBR 14718 –  Guarda-corpos para edificação;
  • ABNT NBR 15737 – Perfis de alumínio para acabamento superficial –  colagem de vidro com selante estrutural;
  • ABNT NBR 16259 – Envidraçamento de sacadas.

Para obter informações mais completas sobre cada uma das normas, basta acessar o site oficial da ABNT. A busca é por meio da digitação do número da NBR.

Como vimos, a partir dos itens acima é possível também conquistar mais confiabilidade com seus clientes e colaboradores, o que é muito vantajoso para o negócio. A seguir, separamos mais alguns tópicos para investir ao trabalhar com as normas e garantir mudanças para a sua vidraçaria.

  1. Legalize o seu empreendimento
  2. Segurança no transporte
  3. Garanta mais qualidade e confiança
  4. Conhecimento e escolaridade
  5. Classificação de competência
  6. Divulgue as informações

Legalize o seu empreendimento

Ao construir uma boa imagem para a sua empresa, um ponto crucial é a legalização de seu trabalho e de seus funcionários. Efetuar serviços de maneira informal pode gerar situações prejudiciais para a vidraçaria. E, para o cadastro, basta:

  • Registro na Secretaria da Receita Federal (CNPJ);
  • Registro na Fazenda Estadual;
  • Registro na prefeitura municipal para obter alvará de funcionamento

Nosso conselho é que busque um contador para auxiliar no processo.

Segurança no transporte

Ter atenção redobrada ao transporte é de extrema importância para evitar possíveis acidentes com as peças de vidro e/ou com pessoas. Como o deslocamento é responsabilidade da vidraçaria, os custos em casos de quebra ou danificação dos produtos antes da entrega são destinados à empresa. Ou seja, siga todas as normas relacionadas ao transporte e passe mais credibilidade aos clientes e segurança aos funcionários.

Garanta mais qualidade e confiança

Ao trabalhar com as normas, sua vidraçaria aproxima um maior número de público. Isso porque seguindo os padrões de serviços há mais qualidade nas instalações e manutenções de produtos.

Também com as NBR’s em dia, sua empresa oferece garantia e confiança transmitidas aos clientes, pois mostrará que se importa com a segurança do projeto e com eficiência no resultado final. 

Conhecimento e escolaridade

A norma NBR 16823 estabelece, por meio de uma tabela, quais são os conhecimentos necessários de competência. Estes podem ser através de cursos ou experiências profissionais. Entre eles, há apenas uma exigência em relação ao vidraceiro especificador que é comprovar ensino médio completo.

Outros pontos citados pela NBR são:    

  • As condições de trabalho às quais o profissional será submetido durante a execução do serviço;  
  • Listagem de ferramentas e materiais indispensáveis  para o desempenho da função;
  • Procedimentos e técnicas fundamentais para as atividades. 

Classificação de competência

Entre as normas, existe a definição de quatro itens chamados de unidades de competência.  

  1. Avaliar o projeto a ser realizado, reunir os dados essenciais para a precificação e desenvolver uma proposta comercial;
  2. Transportar peças de vidro e demais produtos ao local de instalação;
  3. Após instalar, manter a peça seguindo as normas de segurança, qualidade e proteção ao meio ambiente;
  4. Especificar a matéria-prima e os componentes indispensáveis na instalação, transporte e manutenção de acordo com as normas técnicas;

Cada um dos itens conta com um documento próprio com os detalhes e padrões a serem seguidos. Apesar da divisão, o mesmo profissional pode exercer mais de uma competência.

Divulgue a informações

Para ter mais êxito e aumentar a clientela trabalhando com as normas da ABNT, você deve se atentar a compartilhar esse detalhe no site oficial e perfis sociais de sua vidraçaria. Isso é importantíssimo, porque é a única maneira de seu público saber que sua empresa investe em qualidade, segurança e trabalha com seriedade.

Ou seja, o uso das normas de regulamentação proporciona inúmeros benefícios na sua empresa, além de novos clientes. E ainda apresenta apenas um custo mínimo. Siga as dicas deste artigo e promova mais melhorias em sua vidraçaria!

Como promover online sua vidraçaria e empresa de esquadria

Como promover online sua empresa de esquadria ou vidraçaria

Com o ambiente virtual sendo o novo ponto de partida para compras e orçamentos, passou a ser indispensável promover o seu negócio de forma online com presença em redes sociais e plataformas de busca.

O marketing digital nada mais é do que o ato de usar a internet para divulgar seus serviços e manter uma boa comunicação com consumidores e possíveis clientes.  Dessa forma, é possível despertar o interesse em meio a concorrentes e criar um diálogo de confiança com seus compradores.

Você deve criar um plano de divulgação com as ferramentas disponíveis. São elas: redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin), plataformas de busca (Google, com uma atenção especial ao Google Meu Negócio) e guias, que nada mais são do que listas de empresas de um determinado setor.

Neste guia prático vamos compartilhar algumas ideias para alavancar seu empreendimento. A seguir você encontrará:

  1. Como promover minha vidraçaria ou empresa de esquadria nas redes sociais?
  2. O que é ‘Google Meu Negócio’ e como pode ser útil para divulgar meu negócio?
  3. A importância de um site estruturado
  4. Benefícios de estar presente em guias de empresas do setor

Como promover minha vidraçaria ou empresa de esquadria nas redes sociais?

Construir uma imagem profissional e eficiente para a sua empresa nas redes sociais tornou-se uma necessidade com o crescimento do mercado online. Se você prioriza conquistar e fidelizar consumidores aumentando seu negócio, as redes sociais são essenciais para criar relacionamento, dar visibilidade, ofertar e comunicar sobre seus serviços. 

Para trazer o resultado positivo e esperado é importante seguir alguns itens, como: boas fotos e textos, qualidade de vídeo, informações claras sobre a empresa e indicações que transmitem conhecimento – estilos de vidro, esquadria, ferragens, dicas de segurança e mais.

Neste tópico, vamos apresentar separadamente as diferentes redes sociais disponíveis no digital para te auxiliar no processo de promover online sua vidraçaria ou sua loja de esquadria.

Redes Sociais de empresas de esquadria e vidraçaria

Facebook

O Facebook figura com destaque na segunda posição entre as redes sociais mais utilizadas no Brasil – ficando atrás somente do YouTube. Não à toa, também continua sendo a mais utilizada pela população mundial: são mais de 2,2 bilhões de contas ativas ao redor do mundo, 130 milhões delas brasileiras. Ou seja, um ótimo ambiente para tornar seu negócio presente e alcançar públicos maiores.

Visando sua influência, a plataforma desenvolveu uma série de estratégias para ajudar na divulgação de empresas e serviços: páginas empresariais, tráfego orgânico, anúncios pagos segmentados e relatórios de engajamento em suas publicações. 

Orgânico vs. Pago

Há duas formas distintas de aumentar o tráfego de suas páginas: pagando por ele ou de maneira orgânica – este segundo é possível através dos algoritmos do próprio Facebook.

Digamos que a rede ‘escolhe’ o que apresentar para cada usuário em sua timeline. Investir em conteúdos únicos, prezando por um bom título e descrição são diferenciais para conseguir mais acessos ‘espontâneos’.  

Já com o Facebook Ads, nome que diz respeito ao tráfego pago, você pode aumentar o engajamento de seus posts de forma paga e designando ao público-alvo que deseja a partir de uma triagem mais elaborada (gênero, faixa etária, localização, estado civil e mais informações disponibilizadas nos perfis). 

Use os relatórios para mensurar seu engajamento

Através dos relatórios do Facebook você pode mensurar quais publicações estão sendo mais acessadas, curtidas, compartilhadas e salvas. Essa análise te ajuda a identificar os assuntos e formatos de posts de maior interesse ao público.

Página de negócios: passo a passo para tornar o Facebook sua vitrine

Separamos alguns tópicos para auxiliar no momento de formatação de sua página oficial e a melhor maneira de alimentá-la com conteúdos próprios.

  1. Foto de perfil: adicione uma opção em alta resolução – indicamos optar pelo logo da empresa para intensificar a identidade da marca. 
  2. Complete o perfil com o maior número de informações e contatos da empresa (endereço físico, site oficial, e-mail, descrição de serviços, telefone fixo e, se tiver, um número de WhatsApp).
  3. Uma boa foto de capa precisa ter relação com os produtos disponíveis e será uma das primeiras informações de seu perfil. O logo também pode ser uma boa saída, desde que a imagem esteja com o tamanho adequado.
  4. Defina um tom de comunicação para seguir em todos os seus textos, isso ajuda na construção de identidade de sua marca.  
  5. Interaja com seus clientes. Comentários sem respostas, sejam positivos ou negativos, transmitem a imagem oposta que deseja.

Sugestões de conteúdos

  • Replicar postagens do Instagram e vídeos do Youtube (veremos mais adiante).
  • Fotos de sua loja e materiais que estão à venda.
  • Compartilhar comunicados ou artigos relacionados aos seus serviços (principalmente se tiver um blog próprio).
  • Divulgar tendências que estão em alta (pode linkar com revistas ou sites de decoração e arquitetura).
  • Avaliação de clientes satisfeitos.

Veja mais ideias de conteúdo para postar nas redes sociais de vidraçarias ou empresas de esquadria.

Instagram

Também com milhões de usuários brasileiros, o Instagram é uma das principais ferramentas na hora de promover seu negócio online. O ambiente é usado para o compartilhamento de fotos, vídeos e stories – registros diários ótimos para a postagem de feedbacks e compras de clientes.

Separamos alguns pontos importantíssimos para colocar em prática já no momento de criação da conta de sua empresa no Instagram:

  • Se possível, colocar o nome completo de sua empresa ao criar o ‘@’ ou uma abreviação fácil de reconhecer. 
  • Assim como no Facebook, é aconselhável usar o logo da empresa como foto de perfil. Essencial estar em alta qualidade para influenciar na leitura e identificação de cores.
  • Escrever uma breve descrição sobre seus serviços.
  • Incluir o link do site oficial na biografia (ou aqueles links que levam para uma página com diversos outros links, os famosos “link na bio”).

Crie um calendário de conteúdo

Quando falamos de engajamento no Instagram, a relevância de conteúdos organizados e entrelaçados entre um post e outro faz toda a diferença. Definição do público-alvo e linguagens adequadas são outros pontos fortes.

Postagens constantes e grande interação são indispensáveis nesta rede, pois os usuários a acessam com muita frequência diária, e por isso a importância de um calendário mensal estabelecido com antecedência. O ideal são duas ou três postagens semanais no feed.

Orgânico vs. Pago

Quando se trata de tráfego pago, assim como há o Facebook Ads, neste caso é usado o Insta Ads para obter o mesmo objetivo ao impulsionar publicações de forma comprada.

Já para intensificar a movimentação orgânica, uma das dicas é conectar sua conta de instagram com outras redes, como a do Facebook, de forma que seus compartilhamentos vão automaticamente para a outra plataforma, atraindo novos seguidores.  

Use hashtags relacionadas ao setor

Ao projetar a postagem, se empenhe não só na foto e na legenda, mas também nas hashtags. Para conquistar um bom engajamento, crie uma hashtags com sua empresa para usar em todas as publicações e outras palavras-chaves relacionadas aos serviços disponíveis. No nosso caso: #vidraçaria, #vidros, #esquadrias, #vidrostemperados, #vidraçariaBr (use também sua localização de estado/cidade) e mais seguindo nesta linha.

Sugestões de conteúdos

Postagens no Feed:

  • Dicas para utilizar vidros ou esquadrias em ambientes de sua residência ou empresa. 
  • Ideias de decoração com os materiais que fornece.  
  • Apresentação de diferentes opções de vidros ou esquadrias com suas características e funcionalidades.
  • Registrar como são feitas as instalações.
  • IGTV – responder possíveis dúvidas recorrentes ou apresentar com mais detalhes os materiais disponíveis (exemplo: ‘Por que optar por vidros de controle solar?’ ou ‘Como escolher esquadrias de alumínio’). 

Postagens nos Stories:

  • Compartilhar uma dica simples por dia.
  • Criar destaques para conteúdos compartilhados, como: decorações, espelhos, vidros de box, esquadrias para janelas, instalações e mais.
  • Mostrar bastidores de instalações e exibir o ‘antes e depois’.

YouTube

O YouTube é o segundo maior motor de buscas do mundo, atrás somente do Google. E o Brasil figura na segunda posição como um dos maiores consumidores de vídeo entre os países.

Sendo assim, criar conteúdos relevantes e informativos sobre seus serviços são boas alternativas para empreendedores que querem começar a investir na presença online.

Listamos algumas ideias para colocar em prática durante a produção e compartilhamento de seus conteúdos!

  • Preze pela boa qualidade do vídeo no momento da filmagem.
  • Mostre sua empresa na prática.
  • Aproxime-se de seu público na linguagem mais usual entre eles. 

Sugestões de conteúdos

  • Vídeos de projetos já realizados e ‘antes e depois’ de ambientes (mostrar também um pouco do making of da produção).
  • Conteúdos apresentando seus serviços e características (de forma didática para que todos seus possíveis consumidores compreendam).
  • Compartilhar os materiais usados em sua empresa e quais são suas vantagens.

Linkedin

Com expressivo crescimento nos últimos anos, o Linkedin é um espaço focado em profissionais e empresas. A rede social é ótima para networking, ou seja, estreitar relacionamentos e destacar ações mais empresariais de seus negócios.

Os temas mais debatidos são: empreendedorismo, inovação, contratações e publicidade. Pode ser um ótimo ambiente para acompanhar outros empreendimentos do seu setor e mostrar mais de sua marca para outras empresas.

Neste caso, você pode estreitar relacionamentos com fornecedores ou grandes empresas, para os quais você pode fornecer seus serviços.

Características de conteúdo 

Voltada para negócios, a rede social tem grande engajamento para compartilhar artigos, e-Books e dicas para o seu setor. 

O que é ‘Google Meu Negócio’ e como pode ser útil para divulgar meu negócio?

O Google Meu Negócio é uma ferramenta gratuita do Google na qual é  possível fazer um cadastro de sua empresa e colocar um pin de localização da sua vidraçaria, por exemplo, no mapa da plataforma – e assim linkar com seu site oficial para obter mais informações (telefones, horário de funcionamento, fotos e a rota para chegar ao local).

Através da ferramenta, os clientes também conseguem avaliar e comentar a respeito do atendimento, prazos de entregas e resultados. Neste caso, o importante é não deixá-los sem retorno, sejam avaliações positivas ou não. Lembre-se de que as respostas passam credibilidade.

Google Meu Negócio para Vidraçarias

Site estruturado

Um site estruturado para sua vidraçaria ou empresa de esquadrias deve ser uma de suas principais ferramentas de marketing digital. Isso porque apresentar um portal próprio é uma das melhores formas de criar credibilidade, aumentar presença online e colocar o seu negócio em evidência no Google – onde buscam informações de serviços como o seu.

Através do site você poderá explorar suas vantagens, divulgar trabalhos anteriores e criar uma comunicação mais direta e eficiente com o cliente, como um espaço para solicitações de orçamentos. 

Além do mais, o cliente ao buscar por um serviço no Google e encontrar um site completo com informações como telefone, e-mail, endereço, registros de trabalhos anteriores, fotos e vídeos de apresentação, se sente mais confiante para escolher a empresa.

Benefícios de estar presente em guias de empresas do setor

Outra forma de conquistar presença online e garantir que sua vidraçaria ou empresa de esquadrias apareça para possíveis clientes, quando estes realizarem buscas por serviços como os seus, são os guias de empresas do setor. A listagem apresenta diversas marcas e suas informações básicas, como endereço e telefone para contato.

Para se destacar das concorrentes ao efetuar seu cadastro, listamos alguns tópicos para completar sua apresentação.  

  • Além do número de telefone, registre um contato de WhatsApp (muitas pessoas se sentem mais confortáveis com o contato por mensagens, mas lembre-se de ficar atento em horário comercial).
  • Inclua a imagem de sua logomarca, assim apresentando uma imagem mais profissional.
  • Cadastre uma breve apresentação a respeito de seus serviços.
  • Divulgue os links de suas redes sociais e site oficial.

Também separamos dois destes guias que são ótimos locais para apresentar sua empresa:

Plataforma ‘Meu Vidraceiro’

Chamada de ‘Meu Vidraceiro’, a plataforma cumpre um papel semelhante aos guias citados acima. A partir de um investimento acessível, você cadastra sua vidraçaria e promove seu trabalho no site de busca. Além de divulgar sua marca para aqueles que buscam o serviço, principalmente para clientes de sua região, o ‘Meu Vidraceiro’ conta com um aplicativo que te auxilia em envios de orçamento e  gestão de orçamentos, por exemplo.

Ferramentas não faltam, então, após todas essas ideias e dicas para promover online sua empresa de esquadrias e vidraçaria, você está pronto para tornar seu negócio ainda mais presente no ambiente virtual e atrair novos clientes transmitindo credibilidade e confiança!

Universo Transparente - Copyright © 2021 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Bravo Bird - Negócios Digitais